Pobreza e Riqueza

1594

Pobreza e Riqueza

A problemática da riqueza e da pobreza é algo que ocupa grande parte do tempo das pessoas, embora de certa forma, isto da “riqueza é um tópico muito pobre”. A maioria quer ter mais do que o suficiente; muita gente deseja de tudo para esbanjar e gozar irresistivelmente, mas esquecem, para sua clara compreensão, da Lei do Karma.

O mundo material é regido pelas leis de causa e efeito, as quais geralmente são esquecidas; porém, as condições que vivemos no dia a dia são manifestações do karma passado. O atual nível socioeconômico de uma pessoa tem relação com seu karma. Ser rico ou pobre no âmbito material é sintoma de uma vida equivocada, pois a fortuna e riqueza verdadeiras consistem em muita paz interior e um grande desejo de ajudar aos demais. Esta é a riqueza estável que se fundamenta no ponto de vista da espiritualidade.

Um importante guia espiritual chamado B. R Sridhar Goswami, natural da Índia, ensina que: “Almejar a rendição é nossa riqueza.”.
O certo é que até o mais “rico” pode ser muito pobre e miserável, se não tem uma visão clara da vida, entusiasmo e se ainda não entendeu que é eterno. Que classe de riqueza têm essas pessoas que simplesmente vivem se divertindo buscando prazeres, mas temerosos pelo fato de que vão morrer, perder sua saúde, o corpo e outras coisas mais?

A verdade é que as condições materiais neste mundo são somente indicadores de diversos graus karmáticos, diferentes etapas de avaliação de nossas atividades passadas.

Assim, nesta vida, as ações erradas, egoístas ou de más intenções, que realizamos anteriormente, se recompensam com sofrimento, levando-nos a entender que o abuso da riqueza traz um karma terrível, pois quem desperdiça algo maravilhoso, não é merecedor de uma vida afortunada ou de riqueza.

Uma compreensão sábia e ampliada de nossa vida nos levará a entender que a riqueza e pobreza são etapas de aprendizagem. Há distintos níveis disto, como a grande riqueza de viver no campo, renunciando as comodidades da cidade. Em particular, na vida campestre se pode viver mais feliz, inclusive sem energia elétrica e sem tantas comodidades, levantando muito cedo para sentir a proximidade com a terra, os animais e as plantas. Para viver neste ambiente de tranquilidade, para ter a experiência deste tipo de riqueza nós o convidamos a nossas fazendas ecológicas, nelas incentivamos as pessoas a serem voluntárias ou a irem como turistas para assim apreciarem da melhor maneira o contato com a ecologia e a Mãe Terra.

Visite: www.ecoyogavillage.org

Ao contrário do que se vive nas grandes cidades onde, por exemplo, não se pode ver o céu de noite por causa das incontáveis luzes artificiais que ofuscam o brilho natural das estrelas, que são um dos mais belos presentes de Deus.
Por outro lado, o que é pobreza? Uma pessoa pode ter fama, muita opulência e facilidades materiais, mas viver ansiosa e triste, pois é tão rica que alguns querem sequestrá-la, outros vem até ela com propostas sexuais para depois responsabilizá-la de suas condutas desenfreadas, e tantos outros as invejam, não querem compartilhar com estas pessoas, especialmente se elas são orgulhosas e acreditam que por ter mais valem mais.

A riqueza deste mundo material gera muitos problemas e uma vida angustiante que obriga a seus donos viver rodeados de seguranças, cães de guarda, normas de segurança, armas, etc., que momentaneamente os fazem se sentirem orgulhosos pelo extremo cuidado e atenção de pessoas “muito importantes”, mas que finalmente as deixam como numa prisão, onde também estão rodeados de guarda costas armados e cães de guardas para evitar que alguém escape.

Assim esta condição contraditória nos faz pensar, uma e outra vez, o que é realmente riqueza e pobreza? A verdade é que em qualquer um dos casos devemos buscar a riqueza espiritual e definitivamente ir mais além do conceito corpóreo, condenados a envelhecer, adoecer e morrer. Ir mais além do mundo cheio da competição desleal pelos recursos econômicos e onde a corrupção e o engano sempre ameaçam.

Há aqueles que experimentam condições miseráveis muito difíceis de imaginar, por exemplo, um dos homens mais ricos dos Estados Unidos: em uma videoconferência estava trancado numa cápsula ou jaula de controle bacteriológico, para que nenhum micróbio, inseto ou germe chegasse até ele; tudo devia inicialmente ser tratado, eliminando toda possível causa de problemas. Então, perguntaram para ele:

– O senhor está feliz? – Não! – disse ele – me sinto o mais miserável que se pode imaginar! Estou completamente angustiado e temeroso de que algum germe cause minha morte.

Além disso, vemos o homem comum ignorando que, de modo igual ou de qualquer maneira, algum dia ele vai morrer, o que é uma das coisas mais claras assim que nasce. Quando decide se estabelecer no plano material de imediato é incomodado pela angústia material. Cai no mundo do cálculo, onde sempre se está ocupado tentando ser feliz acumulando coisas materiais, o que jamais significará alcançar a riqueza, senão todo o contrário, problemas e apegos nocivos.

Apego e sofrimento andam juntos. Quanto mais apegado se está, maior sofrimento experimentará. Portanto, tem que tentar não criar um apego ao material que afete sua vida espiritual e gravar muito claro em sua mente que riqueza e pobreza são temas para refletir e rapidamente chegar à conclusão que tudo se deve oferecer ao Senhor Supremo. Que tem algum tipo de recurso econômico extraordinário, mais do que se necessita para manter corpo e alma juntos, se deve utilizar para Ele, sem dúvida nenhuma.

Assim, faça algo para Deus! Tenha criatividade e decisão nisso! Aprenda a viver sob a guia de um Mestre Espiritual e seguindo os parâmetros da Verdade, focando seus melhores esforços para o beneficio absoluto de todos os seres, sem discriminação. Da melhor forma utilize o que tiver para fazer feliz os demais e isso trará para você riqueza, até inclusive riqueza material, que deverá usar para o serviço de Deus.

No processo vá depondo os planos mundanos, pois do contrario não receberá fortuna espiritual nenhuma. E se quer ter dinheiro e poder não vai obter a paz e amor no mundo espiritual, porque ainda não almejou e focou realmente dentro do seu ser. Mas se você quer ter o belo, o místico e eterno, pode obtê-lo somente tentando servir a esta causa divina e mística que impregna tudo, inclusive nosso próprio coração.

“Uma compreensão sabia e ampliada de nossas vidas nos levará a entender que riqueza e pobreza são etapas de aprendizado.”

 

Fonte: Coleção Sabedoria Védica
Autor: Swami B.A. Paramadvaiti

 

127_riqueza y pobreza

Alguns textos podem conter erros de tradução. Para fazer sugestões pode escrever a contato@yogabazar.com.br

 

Compartir
Artículo anteriorLuxúria
Artículo siguienteCosmologia Védica